Cultivar batatas

Já as vastas folhas verdes cobrem o solo... semeadas em finais de Janeiro, contrariando os costumes locais, estão amplamente desenvolvidas .


Aproveitando o posicionamento geográfico deste terreno, virado a sul, que de algum modo menoriza o efeito da queda de geadas e cujo solo possue caracteristicas arenosas , com alguma inclinação, permitindo semear mesmo quando a chuva já caiu com alguma intensidade.

Semear batas cedo, contribui para uma redução sinificativa da necessidade de rega, devido há frequencia de chuva. Por outro lado, minoriza o risco de contaminação de pragas. 

As estações do ano já não se definem como outrora, o calor surge mais cedo, quem semeia tarde, depara-se com a necessidade de rega frequente, e mais preocupante, o emergir da temível traça, que destrói uma colheita num abrir e fechar de olhos, sendo que o insecticida para a combater, foi retirado do mercado, sem que haja substituto.


Refletindo sobre esta questão, percebi que o semear cedo, permitia arrancar  cedo, evitando a permanência no solo, quando o mesmo começa aquecer, em consequencia dos dias quentes que se começam a verificar nos finais de Maio, Junho...onde se verifica a eclosão dos mais variados insectos, como a dita traça, que passa o Inverno no solo em forma de ninfa.
O resultado tem sido, batatas sãs o ano inteiro !

Sabendo que a melhor forma de ter vantagem sobre  o inimigo, é conhece-lo o melhor possivel, fui então há procura dos seus ábitos, do seu ciclo de vida...das condições em que se desenvolve.

Ninfa
Fiquei a saber que não gosta de frio...durante o Inverno, permanece no solo, ibernando, na forma de ninfa, ou pupa, envolta num pequeno casulo.
Com a chegada do tempo quente, desperta, evolue, dando lugar à pequena borboleta.

Esta, não aprecia a luz do dia, esconde-se na folhagem das batateiras já desenvolvidas, ou junto ao solo, preferindo o crepusculo para a sua atividade.

Durante o seu periodo de vida, põe cerca de 400 ovos.
Vai coloca-los na folhagem, ou nos olhos dos tuberculos (batatas), se entretanto encontrar brechas no solo que lhes dê acesso.

Destes ovos, passados cerca de 4 a 6 dias, saem pequenas larvas, que furam e se introduzem no interior do caule da planta, assim como dos tuberculos (batatas), dos quais se alimentam, abrindo galerias no seu interior, onde posteriormente se desenvolverão fungos que levarão ao apodrecimento da batata.
Durante um periodo de 15 a 20 dias, vão-se alimentando, depois segue-se o processo da metamorfose,transformando-se em ninfas, envoltas em pequenos casulos que depois de algum tempo, evoluem para o estado de inseto.

Em clima quente, chegam a verificar-se 6 gerações, ibernando no Inverno, como referi. No entanto, em ambiente ameno, como no interior de um armazem, o ciclo é continuo.

De forma intuitiva, já tinha percebido que seria mais ou menos assim.
No entanto, agora, podemos criar condições, procedimentos, para nos defendermos dela.

- Como medida de prevenção, sempre que possivel, semear cedo, para cedo armazenar.

- Armazenar em local fechado, o mais fresco possivel, protegido da luz solar.
Embora a ausencia de luz vá proporcionar um ambiente favoravel á sua atividade, as batatas quando expostas á luz solar, oxidam, adquirindo tonalidade esverdeada de carateristicas tóxicas.

- Pontualmente, em modo de emergencia, pulverizar o local com um pouco de inseticida se eventualmente for detetada a sua presença.

- Se aquando a colheita, houver a percepção da já existencia de borboletas, então a contaminação dos tuberculos é quase como certa...nesta situação,  o melhor será cobri-las com pó de cal viva, misturada com alguma cinza.

A cal viva, vai secar os ovos, que eventualmente já existam, e impedir que se desenvolvam as larvas..


O processo de cultivar, semear batatas, inicia-se com ato de aquisição da semente. Deve-se observar as várias variedades e suas caracteristicas, de modo a perceber qual melhor se adapta a cada necessidade...podendo-se dividir-se em dois grupos, branca e vermelha...ou roxa, como tambem lhe chamam.

A batata de pele branca ou amarelada, " Picasso" "Monalisa" "Désirée"...necessita de menos tempo para se denvolver, tem uma maturação mais precoce, dois meses e meio a três.
Boa para consumo imediato, mas com caracteristicas menos adequadas para armazenar durante o ano.  Para essa finalidade, aconselho a "Stemster", ou a "Laura", mantêm de forma mais duradouras as suas propriedades no periodo de armazenamento, ao longo do ano, apodrecendo com menor frequencia.

São batatas com três meses e meio de maturação, de tamanho generoso, pele vermelha, polpa amarelada e consistente, com boa produção mesmo em condições um pouco adversas, óptimas para cozer ou fritar.


Depois de se adquirir a bata-semente, que é comercializada normalmente em sacos de 5, e 25 kg, deve-se espalhar a mesma em local um pouco humido, de preferencia em cima de um pedaço de cartão...tecido grosso,  serapilheira...palha, cobrindo-as depois, com um pedaço de plástico preto ou uma serapilheira, burrifando-as, com um pouco de água, repetindo-se de tempos a tempos... de modo a manter alguma humidade, incentivando ao desenvolvimento dos grelos.
Normalmente três a quatro semanas, é o tempo necessário para que se desenvolvam.

Ao semear, se estiverem bem desenvolvidos, com cerca de um...dois, centimetros, mais rápido nascem.















Em cada batata sugem vários grelos, que são aproveitados individualmente.
Com uma faca, corta-se a batata em tantos pedaços quantos os grelos existentes.











No entanto, é comum não se verificar um desenvolvimento uniforme de todos eles, verificando-se o atrazo de alguns, que ficam quase impercetiveis, mas para um olho experiente e  atento são facilmente identificaveis. Observando os "olhos" onde se encontram. Embora ainda não seja visivel o seu desenvolvimento, podem ser aproveitados para sementeira, demorando um pouco mais a germinar. Normalmente, semeiam-se , separado.




O manuseamento dos pedaços grelados, deve ser feito com muito cuidado, pois o pequeno grelo é muito frágil, partindo-se facilmente.


Como já referi semear batatas cedo, em Janeiro, Fevereiro, tem muitas vantagens...no entanto é necessário possuir um terreno com caracteristicas adquadas, virado a Sul, abrigado, com alguma inclinação, facilitando a drenagem de água em excesso, de modo a menorizar o efeito das condições metreologicas adversas,propicias da época, como a queda de geadas, que as queima.

Depois da terra preparada, se a sementeira for feita manualmente, com uma enxada, vai-se abrindo um rego com cerca de dez a quinze centimetros de profundidade, onde se colocam os fertilizantes. 



O ideal seria que fossem apenas de origem organica, como o estrume, no entanto, junto sempre um pouco de adubo quimico,  havendo-o especifico para o cultivo da batata, opto por utilizar o "Foscamónio"  menos agressivo, e que pode ser utilizado de forma generalizada noutras culturas, a que acrescento alguma cinza, procedente da queima dos residuos florestais, rica em azoto e um pouco de "amónio".

Por exemplo, 30...40 litros de estrume miudo..., 6kg de "Foscamónio", 20litros de cinza e 2 kg de "amónio" ,sendo bastante agressivo, deve-se adicionar com algum critério.
Na eventualidade de não ter acesso a fertilizantes organicos, há fertilizantes quimicos, especificamente direcionados para o cultivo da batata.




No rego aberto, coloca-se o fertilizante, um punhado, ligeiramente espalhado, a cada 20...25 cm, e nos espaços intermédios, vamos colocando os pequenos pedaços de batata, com o grelo virado para cima...ou o inverso, primeiro as batatas e depois o fertilizante.
Com a terra retirada da abertura do proximo rego, tapamos o anterior, e assim sucessivamente, com a abertura de um , tapa-se o outro.
Os regos, abrem-se no seguimento uns dos outros.




No entanto, pode-se tambem fazer umas pequenas covas, introduzir o fertilizante, cobrir com um pouco de terra, para evitar o contacto directo com o pedaço de batata que será colocado a seguir, e cobrir.








Quando  a area disponivel é generosa, podemos utilizar outra tipologia de sementeira, abrindo previamente a totalidade dos regos separados cerca de 60 cm, e depois cobrindo.
 Nos espaços intermédios, aquando a sacha, vai-se abrindo  um rego, chegando a terra retirada para junto da batateira, permitindo assim, uma melhor drenagem do solo em caso de chuva intensa.









Esta tipologia, facilita o processo de rega, proporcionando  boa irrigação e um desenvolvimento mais desafogado de plantas e tuberculos. 
Por outro lado, permite  utilização mecanica, abrindo os regos com uma pequena charrua, a mesma que depois se utiliza para arrancar as batatas.



 

Para esse efeito, tem de ter uma charrua , versátil, que se possa regular, posicionar. 
Passando com a roda, ao lado do rego anteriormente aberto, posicionando  a charrua um pouco para a direita, encurtando o espaço entre a mesma e o rego, de modo a que fiquem distanciados cerca de 60...70 cm. 
Para arrancar, a charrua será posicionada a meio da máquina, com os rodados a passar nos espaços vazios.


A sacha , é a operação que consiste em remexer o solo, possibilitando o seu arejamento, e a penetração dos raios solares, eliminam-se as ervas que entretanto já se desenvolveram, devendo ser arrancadas manualmente.









Esta operação é fundamental para o desenvolvimento da planta.
Deve-se sachar antes que a erva se desenvolva demasiado...logo que a batateira tenha algumas folhas...duas a três semanas após terem nascido.



Entretanto, os dias já se mostram com temperatura bastante amenas, contrastando ocasionalmente, com ocorrência de períodos de chuva. Condições favoráveis ao surgimento do mildío, tornando-se necessário, a aplicação de tratamento preventivo. 

A pulverização deve ser feita no máximo quinzenalmente, utilizando um anti fungicida como o Milraz e algum Enxofre, por exemplo, (duas colheres de sopa, de cada, por cada dez litros) diluída inicialmente num pequeno recipiente com pequena porção de agua, posteriormente junta-se no pulverizador onde já se colocou cerca de um terço da quantidade de água a utilizar, acabando depois de encher, mexendo. 

Alem desta mistura, podemos utilizar um outro produto de fabrico artesanal amplamente conhecido pelos seus resultados, e menos tóxico, a calda bordalesa. A aplicação requer intervalos mais curtos, de dez em dez dias, ou de semana a semana, quando as condições atmosféricas se mostram muito favoráveis ao surgimento da fungo, e o mesmo já começa a dar sinais da sua existência. 
A calda bordalesa feita em casa, como pessoalmente já pude comprovar, tratar-se de um produto com eficácia muito grande quer em modo preventivo , quer em modo curativo. Ela atua em duas vertentes, alem de conter o fungo, atuando na castração do mesmo, dificultando a propagação, em simultâneo fortalece as plantas, pela absorção foliar do sulfato de cobre. 



Passados, dois meses e meio...três, a "Stmester" já se pode começar a colher, no entanto será uma batata de maturação precoce, para consumo imediato, pois o seu processo de maturação ainda não se encontra concluido, pode-se verificar isso observando a pele que sai com ligeira fricção.

A sabedoria popular diz que se deve  cortar a rama, uma a duas semanas, antes de se arrancarem.
Penso que o beneficio advem do facto,  deste procedimento funcionar como o "selar" do processo de maturação, originando uma redução quase total de seiva a circular.
Por outro lado facilita  o arranque.










No passado fim de semana, procedi à colheita definitiva, o motocultivador é uma excelente ajuda.
Arranco, rego sim , rego não,  apanhando-as de seguida. 

É importante que enxuguem antes de se apanharem, evitando que apodreçam.

Depois arranco os restantes.
A finalidade deste procedimento, é evitar que se pisem com a passagem da máquina.








Para o armazenamento da batata, convém um lugar fresco...fechado, de pouca luminosidade, pois a luz provoca-lhe oxidação, ficam esverdeadas, adquirindo carateristicas tóxicas, impróprias para consumo, sendo conveniente ficarem espalhadas,  de preferência sobre um estrado.




De tempos a tempos, inicialmente, pulverizo o local com insecticida, para a eventualidade de andar por ali alguma traça indesejável, que entretanto se tenha desenvolvido, pronta a multiplicar-se.






A velha adega, de piso terreo, na casa de meus pais, mostrou-se o local ideal para o efeito.
Desmantelei os pipos, já sem condições de utilização e aproveitei as aduelas (ripas longitudinais, que lhe dão forma) que coloquei lado a lado sobre as vigas que serviam de suporte aos mesmos.
Foi uma boa colheita.

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                

                                         



                                 SEMEAR / PLANTAR  BATATA  DOCE








Batata doce




Os europeus na época dos descobrimentos encontraram-na nas Américas, onde os índios já a cultivavam á milhares de anos. As caravelas trouxeram-na para a europa e divulgaram-na pelo mundo.


Habituada a um clima tropical, não tolera frio, gosta de tempo quente, húmido, desenvolvendo uma abundante estrutura de raízes que dão origem à abundância de tubérculos, de forma mais ou menos alongada e irregular.

Ao contrário da batata comum que se ergue numa estrutura vertical folhosa, com algumas ramificações e um ciclo de vida de três quatro meses, a batata-doce tem um ciclo contínuo e um desenvolvimento horizontal, de carater invasor. Várias guias serpenteiam e alastram pelo solo num emaranhado vegetativo, enraizando aqui e ali, estendendo-se lentamente em todas as direções.
Das muitas variedades conhecidas, cerca de quatro centenas, as mais comuns são a branca, a amarela, a roxa e a vermelha.

                                    
Caraterísticas nutritivas


Cada vez mais a investigação confirma, sendo um dos vegetais mais nutritivos, e benéficos para a saúde.
Excelente fonte de proteínas, hidratos de carbono, fibras, sais minerais, e vitaminas, que contribuem para fortalecer o sistema imunitário, reduzir os sinais de envelhecimento, e o risco de várias doenças como o cancro, a arteriosclerose, doenças da pele, do coração, e dos olhos.
Roxas e vermelhas, sendo as mais doces e saborosas, apresentam também o maior índice de concentração de vitaminas. Na pele encontramos três vezes mais do que na polpa, pelo que se consumidas integralmente o benefício será maior.
Para preservar a totalidade dos nutrientes devem ser cozidas a vapor.
                                                                  



                                                          Cultivo
 
Em Portugal, ao centro e sul, cultiva-se pelo final de abril, maio, quando o tempo já começa a aquecer.

Ao contrário da batata comum, não é fácil fazê-la grelar.


Para a estimular, durante o mês de Março colocamos alguns exemplares dentro de um vaso, ou no solo cobertos de terra, regando de vez em quando para manter a humidade, ou até dentro de um tabuleiro com alguma água, onde fiquem parcialmente submersos, e esperar que aconteça alguma coisa.



Se tivermos sucesso, quando surgirem os pequenos rebentos, vamos aguardar que cresçam um pouco, 8...10 cm, cortamos depois as batatas em tantos pedaços quantos os possíveis, obtendo assim uma maior rentabilidade. 


Atendendo há dificuldade em fazê-las grelar, também se podem adquirir, tal como acontece com outras hortícolas,   prontas a plantar já enraizadas, ou apenas em brotos, (pedaços de guia), os primeiros garantem melhor sucesso.


Depois são plantados  ao rego ou em covas, com profundidade suficiente para se colocar o fertilizante, cobrir e plantar, afastadas cerca de 50cm, e lateralmente 60...70 cm.
 


Coloca-se o fertilizante, de preferência orgânico, um pouco de terra e plantam-se, cobrindo-as cerca de 15 cm, de modo a que fique a extremidade do rebento, duas folhas, ligeiramente á superfície, regando depois. Ao rego plantam-se nos espaços intercalares do fertilizante, como a batata comum. 

Como a rama em contacto com o solo enraíza facilmente, para cultivar grandes áreas, pode-se aproveitar esta particularidade, plantando pedaços da mesma.
Mas para os conseguir temos de ter primeiro uma planta adulta.

A melhor forma de o conseguir será plantar num vaso, em ambiente protegido, numa estufa, ou no interior de casa junto a uma janela, alguns brotos dos que grelaram na batata.
Quando tiver rama bem desenvolvida, cortam-se então pedaços com cerca de 30…40 cm, deixando murchar durante três dias. Depois plantam-se, curvando em arco a ponta onde se cortou, enterrando cerca de dois terços a uma profundidade de dez centímetros, regando a seguir, repetindo sempre que necessário de modo a manter a terra húmida.


Um outro modo de conseguir as mudas, consiste em utilizar apenas as folhas com um pedaço de caule agarrado, cortando a um centímetro de cada lado, mergulhando depois em água num frasco, deixando a folha de fora, aguardando que desenvolva raízes.
Quando atingirem cerca de um centímetro, mudam-se para cuvetes com substrato, para estimular o seu desenvolvimento, aguardando que se formem plantas com duas ou três folhas, aptas para o transplante.
Este processo embora mais elaborado, garante maior sucesso do plantio e também maior rentabilidade da rama.


Devido ao emaranhado vegetativo que entretanto se vai formar, se for para regar a fio, deve-se providenciar desde logo a formação de leiras, não sendo aconselhável serem muito extensas, devido á dificuldade cada vez maior que a água terá em chegar ao fundo, encontrando obstáculo nessa massa vegetativa.
A opção do sistema de rega, gota-a-gota, para extensões de cultivo com maior comprimento, será sem dúvida o mais adequado, eliminando este problema.
A rega deve ser frequente, de modo a mante-las viçosas, não as deixando passar cede.



Durante o seu desenvolvimento, sendo possível, devemos chegar alguma terra para junto da planta, cobrindo as brechas que entretanto se formam no solo, devido ao crescimento dos tubérculos.
A altura ideal para a colheita acontece passados cerca de quatro meses, pelo final de setembro.

Armazenadas convenientemente, numa só camada, em condições idênticas a batata comum, longe da luz do sol em local seco e arejado, mantem as sua caraterísticas inalteradas de um ano para o outro, no frigorifico perdem propriedades.


Plantadas no final de Abril, chegou o momento da colheita.

No supermercado também as encontramos, mas estas têm outro
charme,...beberam água da nascente, e o estrume deram-no as ovelhas do Zé Clemente...
































































.





                                                                                                                                                                                







47 comentários:

  1. Espero que não coma muitas batatas de uma vez... ao que parece mais do que uma batata por dia pode ser prejudicial.
    http://jornalciencia.com/top-listas/diversos/484-os-6-alimentos-ou-bebidas-que-sao-toxicos-mas-nos-consumimos
    Mas enfim, adoro batatas por elas sou capaz de arriscar a intoxicação :)
    É que estou com azar, descobrir num dia só que tomate e batata é toxico é demais!
    obrigada pelas dicas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Tonteria. Batata e tomate tóxico? Mentira. Divulgar isso sem aprofundar a veracidade é feio.
      Aprendam a filtar tudo o que encontram. Jose

      Eliminar
    3. Tanto quanto penso saber, a batata é tóxica quando crua, depois de cozida não há qualquer perigo, a toxina é eliminada pela cozedura. Do tomate desconheço.

      Eliminar
  2. as batatas são tóxicas?comer mais do que uma por dia pode ser prejudicial?na minha terra os antigos comiam o tradicional escuado que consiste em batatas cozidas com peixe e legumes e enchiam a barriga com as batatinhas não era com o peixe, era batatas ao almoço e À ceia. e hoje como a minha avó são pessoas com 80 e tal. tóxicos são os alimentos processados, embalados,com todos os conservantes e mais alguma coisa. isso sim o que se come para alem das batatas é que é prejudicial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá por mim, tem toda a razão! Isto de "pratos de carne e peixe" são modernices sem sentido... inverteram os ingredientes e transformaram o acompanhamento em elemento principal.
      Batata tóxica? Tomate tóxico? É possível! Não só a batata e o tomate... tudo o que compramos e, também, aquilo que é produzido à base de fertilizantes e pesticidas!!

      Eliminar
    2. amigo meus avós viveram até aos 104 e 102 anos respetivamente. batatas todos os dias, frango, galinha, porco, coelhos e tudo do campo e ainda mais um copinho de vinho tinto maduro todos os dias e não morreram por culpa da batata... comam e saboreiem a comidinha . boa sorte...

      Eliminar
  3. A construção da saúde é como tudo, faz-se de escolhas! Na maioria das vezes são as pequenas (escolhas) que acabam por ser as mais importantes!

    ResponderEliminar
  4. quem diz que a batata e toxica deve e ser maluco eu produzo batata a 30 anos so para consumo de casa desafio estes badamecos que dizem estes disparates a virem analizar as minhas e vao ver o resultado isto nao passa de tretas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns por sua explicação. Gostei bastante de teus ensinamentos. Estou plantando batatas. Tóxicos são os conservantes que a ciência criou e aplica em sacos de batatas que são vendidas em supermercados industrializadas. A batata que a mãe natureza nos dá não é toxica. Tóxicos são as redes de televisão que não ensinam o ser humano a plantar batatas.

      Eliminar
  5. E que tal uma lição dos badamecos?
    "Como parte da defesa natural das plantas contra fungos e insetos, a planta possui altos níveis de componentes tóxicos chamados glicoalcaloides (geralmente solanina e chaconina). Geralmente esses compostos são encontrados em níveis baixos no tubérculo, e estão localizados somente pouco abaixo da pele. Para manter a concentração de glicoalcaloides baixa, é necessária a conservação em um ambiente escuro e fresco. Caso contrário, a batata torna-se esverdeada por causa do aumento da clorofila, que indica níveis mais altos de solanina e chaconina. Esses compostos não são destruídos com o cozimento e por isso é essencial a remoção das áreas esverdeadas e remoção da pele antes do cozimento para assegurar a ingestão segura do alimento.18 Os primeiros sintomas da intoxicação manifestam-se geralmente entre oito e doze horas após a ingestão, sob a forma de desordens grastrointestinais e nervosas e, dependendo da dose, pode levar à morte. Uma única batata, se estiver esverdeada, pode conter uma dose perigosa da substância"
    Wikipédia

    Além disso há muitas espécies que derivam de espécies venenosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em primeiro lugar quero agradecer ao TOMARENCE do terramanhada pelo seu maravilhoso trabalho de informação neste blogue, em segundo lugar tambem agradecer a explicação cientifica aqui publicada acerca da toxicidade da Batata Inglesa, ou batata branca ( Açores) ou semelha( madeira), se me é permitido acrescento que a ingestão regular de batata com partes verdes é possível provocar cancer, quantos aos comentários " Badamecos" nem comento pois não é esse o meu modo de estar na vida. boas culturas e boas colheitas.

      Eliminar
  6. O mais tóxico é o insecticida e o fungicida. Se for para nós comermos qual o mal se 10 ou 20% da produção se estragar?
    É certo que as batatas (também os grelos) e os tomates são tóxicos, mas apenas se comidos em verde, é quando produzem solanina.
    Quanto aos estrumes, o facto de colocar o adubo mineral, estraga o efeito dos orgânicos, mas isso é outra história.

    ResponderEliminar
  7. Caro "XX" percebe-se claramente que não têm noção prática do que diz...não serão apenas 10 ou 20% da colheita que se perde...se não houver uma atuação preventiva ou curativa atempada, no controlo de pragas, o risco será uma perca total ou quase total...Agradeço que esponha as suas teorias noutro espaço que não este...dou-lhe uma dica, crie o seu próprio espaço !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho muita noção prática, o que é verdade pois apenas planto à muito pouco tempo e pouca quantidade. Quando se produz para consumo próprio, pode não fazer mal perder toda a produção, especialmente se for pequena. Caso queira vender aí sim deve apostar numa atitude preventiva e usar produtos que não façam mal a quem os aplica e a quem vai comer o produto final. Os malefícios de certos produtos não são teorias, nem outros modos de produção. Continue a escrever pois o que é mais importante é a partilha de conhecimentos e vou aplicar alguns dos seus. Para si e para os seus leitores deixo: http://www.actuar-acd.org/uploads/5/6/8/7/5687387/manual_ab_terras_bouro.pdf, contém ajuda e descrição de pragas e doenças das batatas e outras coisas.

      Eliminar
  8. Para evitar o inseticida, os antigos colocavam ramos de eucalipto cortado fresco nas batatas acabadas de colher, mas tb as colocavam em lugar fresco e escuro. As que eram para guardar para o ano inteiro, colocavam uma mistura de um pó próprio para a borboleta, traça, com alguma farinha de trigo, misturada, claro que antes de as consumir eram bem lavadas.

    ResponderEliminar
  9. parece-me que os comentários de alguns dos meus colegas são desagradáveis para uma pessoa que está ensinar este cambada de ignorantes e não percebem nada de agricultura, o que eles precisavam era de virem para o meu campo cavar com uma enxada e ai sim davam valor a quem semeia e colhe as batatas

    ResponderEliminar
  10. Nem mais...agradeço a excelente sugestão !

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde meu caro,

    sou muito muito nova nestas aventuras!

    Tenho a minha Horta desde Janeiro deste ano.

    Tenho muitas duvidas, é bom ter alguem que partilhe a sua experencia.

    Estou a tirar as batatas da terra mas parece que não estou com muita sorte, tenho ramas grandes e tenho outras muito pouco desenvolvidas e a ficar com as folhas amarelas.

    O cal a colocar por cima das batatas é o normal, o que se compra nas drogarias?

    obrigado,

    Rui Alves

    alves.78@gmail.com

    ResponderEliminar
  12. Boa noite.

    Por esta altura é normal que a parte vegetativa da batateira apresente cor amarelada...umas mais desenvolvidas que outras, sim, tambem acontece...a cal para polvilhar, cobrir as batatas, tem de ser "cal viva" em pó, possivel de encontar em lojas de produtos para agricultura ou para construção civil.

    ResponderEliminar
  13. Eu não acho que as sugestões tenham sido desagradáveis nem sequer que ofendam o Sr Sebastião. Mas essas é a minha leitura. A partir do momento em que alguém publica um espaço aberto como um blog, deveria estar preparado para aceitar, democraticamente, opiniões diferentes, e estar grato pela possibilidade de aprender com elas. É assim que se aprende! Eu pelo menos, sempre achei que aprendo mais com opiniões divergentes do que convergentes! Pena que o Sr. Sebastião não tenha essa humildade, e reaja de modo tão intempestivo. Eu que até gostava deste espaço, perdi a vontade de o frequentar. Sei que isso não lhe fará qualquer diferença, mas achei que talvez goste de saber, francamente duvido, mas quem sabe reconsidera as suas opiniões.

    ResponderEliminar
  14. ola a todos sou de uma terra de agricultores mais propriamente dos açores onde ao longo dos meus 53 anos sempre cultivamos batatas . na minha infancia ia para a terra com meu pai ele e os outros homens que trabalhavam no mesmo sitio levavam as batatas cozidas com pimenta e era o almoço deles e nunca houvi dizer que estivessem intoxicados pois meus amigos era homens que trabalhavam de sol a sol e fortes como bois,hoje com estas modernices todas sao uns fracalhotes ,quanto as batatas ficarem verdes basta elas apanharem lua

    ResponderEliminar
  15. ola bom dia a todos gosto muito de ler todos os comentarios que se escreve aqui ´porque de uma maneira ou de outra vamos vendo que e que percebe alguma coisa de agricultura. pois digo-vos e em particular aos que menos sabem para aproveitarem para aprender e nao para escreverem comentarios sem cabimento neste sitio .sou agricultor a muitos anos e sei do que estou a falar quanto a batata ficar verde basta apanhar a luz da lua,mesmo quando a batata esta na terra e começa a crescer e nao se chega terra suficiente e a medida que as batatas vao enchendo vao ficando destapadas de terra a lua bate-lhe e elas ficam verdes e dai amargarem. obrigado a todos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa do luar fazer a batata ficar verde é simplesmente..... uma crença...é antes a incidência de luz na batata destapada que provoca a produção de clorofila.

      Eliminar
  16. se não meterem milraz , digam adeus ás batatas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu so uso e calda bordalesa-e o melhor

      Eliminar
    2. Boas

      Ainda hoje foram uns 10kg de batatas para a rua! A traça não perdoa mesmo. A hipótese da antecipação da sementeira bem como a da pulverização com algum inibidor para a traça parecem ser soluções válidas.
      Quando a esta cultura a nível de fungicida tenho me dado muito bem com a calda bordalesa, sendo que complemento com mancozan se o tempo vier muito húmido e registar a persistência do míldio. O escaravelho é outra maleita a ter em atenção mas pessoalmente nunca tive problemas com essa praga.
      2 ou 3 pulverizações com estes produtos e o uso de um pouco de amónio não é nada de comparado ao que se usa na agricultura profissonal e por isso considero estas batatas bem mais naturais do que as que se encontra por aí.Sem amónio é preciso penar muito para obter rentabilidade nesta cultura mas consegue-se à mesma, agora sem os "pózinhos" esqueçam.

      Eliminar
  17. Pelo que vejo, esta página está direcionada para aquelas pessoas que têm duvidas em relação a produção e conservação da batata e para aqueles que sabem (muito ou pouco) sobre o assunto irem opinando em forma de ajuda, no geral ficam todos a ganhar com o debate em causa. Eu por exemplo sou produtor de batata em escala media para o comercio e entrei aqui para ver como conservar a batata sem o uso de químicos já que a produção é completamente orgânica ( só com estrume) e foi-me muito útil ter entrado aqui.
    O que fica feio são pessoas que aparecem a fazer comentários tristes e ate de certo modo ofensivos e criticar gente que tenta contribuir com uma dica, independente de ser uma dica infeliz ou que não seja compactuado por todos, devemos é ter em consideração que fica mais feio alguém idóneo falar de cócó e badamecos a quem por pouco conhecimento de causa diz que a batata é toxica.
    voltando a questão conservação da batata, não sei como funciona noutros países mas em angola por causa da temperatura a batata dura muito pouco sem adição do pó, eu não uso mas estou a pensar aumentar a produção e com isso usar em parte dela porque por enquanto a quantidade produzida não passa de 2 semanas a acabar mas com o aumento d produção esse tempo pode ser triplicado e para alguém como eu que depende, 95% da agricultura uma perca de 50 ou até de 10% num pais com a economia complicada como é Angola isso pode sair muto caro.

    ResponderEliminar
  18. Quando comecei a ler o artigo desta página, estava com dúvidas de qual a melhor qualidade de batata para semear e a maneira mais eficaz de a tratar e conservar.
    Confesso que fiquei esclarecida em relação a algumas dúvidas que penso aplicar este ano na minha sementeira.
    No entanto não deixo de ficar indignada com comentários menos favoráveis para quem de boa vontade partilha este assunto.
    Sou de opinião que quem não concorda com alguma coisa, se manifeste de maneira positiva, ensinando, então, a melhor forma de o fazer.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  19. curar a batateira rama 3 vezes com calda burdalesca...e terá batata todo o ano....

    ResponderEliminar
  20. para não haver borboleta na batata mete-se ramos eucalitro por baixo e por cima com o aroma não se aproxima

    ResponderEliminar
  21. não compreendo as atitudes menos próprias de certas pessoas , julgava eu que este site seria para nos ajudarmos mutuamente, tanta agressão verbal por causa de batatas ?

    ResponderEliminar
  22. Caro Luis,



    Agosto é um mês demasiado seco, a batata necessita de humidade para grelar e enraízar. Não me parece que seja um mês favorável para a sementeira, mesmo com rega. No entanto lá para Setembro, sim...contando que têm água disponivel para rega...é conveniente regar a terra antes de lavrar, e semear logo de seguida, enquanto fresca. Posteriormente até às primeiras chuvas, talvez ainda tenha de regar...é tudo um pouco relativo, depende do comportamento do clima e da zona geográfica...se estiver a norte com clima mais fresco, eventualmente, sim, poderá semea-las em Agosto.

    A sementeira por estas alturas tem a vantagem de não ser afetada pelo míldio, não havendo supostamente, necessidade de curas.



    Espero ter ajudado.



    Cumprimentos,

    Serafim Carvalho (Sebastião)

    ResponderEliminar
  23. Olá!3 Coisas que me parece importantes....
    1.º Batas só ao estarem esverdeadas (com solamina ) é que sºao realmente tóxicas.
    2.ç Tomastes verdes também são tóxicos... so ao ficarem vermelhos... maduros é que se dá uma mudança química e deixam de ser tóxicos.
    2.º Para a borboleta da batata.. usar oleo de neem (6ml p+or litro de agua) .... não é tóxico para os humanos e iompede as larvas de se desemvolverem.

    ResponderEliminar
  24. eu meti este ano batata doce (leiria) mas está uma confusao!!!! ramifica muito que me sugere que faça? será que dá batatas?
    Ainda por cima anda lá uma ou mais toupeiras...ja la meti aqueles tubos de duas entradas mas...elas já devem saber os desvios...agredecia resposta às batatas doces e já a gora ás toupeira se alguem souber, obrigado.

    ResponderEliminar
  25. Luisfransico,talvez tenha uma soluçao para si para como resolver o problema das toupeiras de uma forma natural,e muito eficaz,pois foi o que me valeu.
    Embora um pouco dificil de encontar ou saber como os deciferar,tente arranjar um gato com a qualidade de ser um assasino nato!,daqueles que nascem com o dom de quer arrazar tudo e qualquer coisa que se mexa...e se e quando o encontar ,estime-o da melhor forma posivél,pois esse será uma das ferramentas agriculas mais preciosas e poderosas que voçe possa obter.

    Fernando

    ResponderEliminar
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O processo de cultivo da batata doce é idêntico à batata comum. No entanto esta variedade é um pouco diferente, produz em abundância e as batatas crescem "em cacho", cada batateira chega a produzir 10...15 kg de batata, também desenvolve muita rama, ficando tudo num emaranhado vegetativo.

      Aquando a sementeira, para estimular a rebentação dos grelos, que são um pouco preguiçosos, procede-se como se faz com as outras, um lastro em palha, bem humedecido, cobrindo depois com uma serapilheira húmida, e de tempos a tempos borrifar com água para manter a humidade. Um outro modo que o meu amigo Marco, diz ser mais eficaz, consiste em enterrá-las, abrindo uma vala com cerca de 15...20 cm de profundidade, tapando depois de modo a que fiquem com uns dez centímetros de terra em cima. Se o solo estiver seco convêm regar , repetindo de tempos a tempos durante cerca de 30 dias.
      Há quem diga que também se podem colocar dentro de uma bacia, alguidar, com cerca de dois centímetros de água, de modo a que todas fiquem parcialmente mergulhadas.

      A partir da terceira semana deve-se "estreitar" para ver se já começaram a grelar, depois é retirá-las da terra e cortar os pedaços com grelo para sementeira.

      Devido ás suas características de desenvolvimento, requerem mais espaço disponível pelo que devem semear com uma distancia entre elas, no mínimo 50...60 cm, quer longitudinal quer lateral.
      A sementeira pode ser feita aos regos, mas sendo apenas algumas batatas, penso que semear à cova será o mais indicado, abrem-se as covas com cerca de 20 cm, de profundidade, devidamente espaçadas, coloca-se o fertilizante, depois uma camada de terra, 5 a 10 cm, o pedaço da batata e cobre-se. Se o tempo estiver seco, no fundo da cova, antes de colocar o fertilizante, pode-se despejar alguma água, mantendo assim uma boa humidade.

      O cultivo da batata doce também se inicia um pouco mais tarde, quando o tempo já começa aquecer.
      No inicio de Abril, põem-se a grelar para semear em Maio.

      Da sementeira à colheita vão decorrer quatro meses. Assim que as batatas se começarem a desenvolver e a crescer , devido ao volume, começam a "empurrar" a forçar o solo a abrir gretas, pelo que se deve ir chegando alguma terra para junto da planta, no entanto esta operação só é possível até que a rama não se encontre demasiado desenvolvida.
      Normalmente a batata doce não contrai doenças, pelo que não será necessário qualquer tratamento.

      Eliminar
  27. Boas tenho uma duvida herbicida para a batata doce? Que reconenda?

    ResponderEliminar
  28. Boas tenho uma duvida herbicida para a batata doce? Que reconenda?

    ResponderEliminar
  29. Olá tbm estou em Angola no ramo do cultivo da batata e gostaria de é trocar uma ideia com o leitor do seu blogue Emanuel Góis.

    ResponderEliminar
  30. Eu sou joaquim batista e estou jà estou em frança desde 1970 e agora estou aposentado mas vou todos os anos a portugal semeàr as minha batatas de variedade ponpadour variedade francesa à qual muito abundante e muito ferme que é como a antiga batata rina é de pel amarela e o interior formato longo e esije ser cultivada a menos de 150 quilometros do màr tem 1010 dias a 120 para ser arrencada pois é pena que e ésta variedade não seja comercealisada em portugal

    ResponderEliminar
  31. Boa noite,
    Agradeço as dicas e gostaria de acrescentar que tenho controlado o escaravelho com a rega por as-pressão.

    ResponderEliminar